Ambiente

Plantas parasitas

Sabes o que são parasitas?

Por SAPO Kids, 25 de outubro de 2011

Plantas parasitas

Um parasita é um organismo ou ser vivo que necessita de outro ser vivo para viver. Eles retiram dos outros seres vivos os recursos que precisam para sobreviver.

O ser vivo que abriga o parasita chama-se de hospedeiro.

Existem animais que se fixam ou abrigam no corpo de outros animais como os piolhos, as pulgas, as carraças.

E as plantas? Será que existem plantas parasitas?
Já sabes que as plantas necessitam de luz solar, dióxido de carbono e de água para realizarem a fotossíntese, e assim, conseguirem o seu alimento e energia para viverem.

Mas nem todas as plantas realizam fotossíntese. Existem plantas que não produzem a sua própria energia. Estas plantas têm outras formas de obter a água e os nutrientes que precisam para sobreviver. Elas fixam-se ou abrigam-se noutras plantas e retiram o alimento que necessitam das outras plantas. São as plantas parasitas.

Normalmente, as plantas parasitas não têm folhas, nem clorofila. Estas plantas têm raízes fortes para se fixarem nas outras plantas e crescerem. Elas também têm flores que vão formar sementes que mais tarde irão germinar e gerar novas plantas.

Sabes como as plantas parasitas se desenvolvem?
As plantas parasitas precisam da ajuda do vento, dos pássaros e de outros animais frugívoros, como algumas espécies de morcegos, para que as suas sementes sejam transportadas para outros locais e se possam fixar noutras plantas.

Depois de germinar a pequena planta parasita desenvolve raízes que se vão agarrar nos caules, nos troncos ou nas raízes das plantas hospedeiras. Ela possui órgãos específicos que se chamam os haustórios. Estes órgãos vão penetrar na planta hospedeira através do cormo, do caule ou das raízes. A planta parasita coloca os seus tecidos vasculares em contacto com os da outra planta e retira todos os nutrientes que precisa para sobreviver.

Algumas plantas parasitas desenvolvem raízes que também se vão fixar no solo e fortalecem. A planta parasita passa também a alimentar-se dessas raízes e ganha ramos e folhas. Esta planta cresce e fica mais forte. Ela explora e enfraquece a planta hospedeira de tal forma que acaba por asfixiá-la e matá-la. Depois de matar a outra planta ela já é suficientemente forte para sobreviver sozinha. Estes tipos de plantas parasitas chamam-se de estranguladoras.

Existem outras plantas que se fixam na casca de árvores e que crescem em cima destas árvores. Mas, elas não vão retirar os nutrientes que precisam a estas árvores. Estas plantas retiram os nutrientes que caem e ficam depositados nos galhos das árvores e também do ar e da chuva. Elas chamam-se plantas epífitas.

Podemos encontrar estas plantas com frequência nas florestas tropicais. Elas fixam-se no cimo de árvores porque precisam de luz solar e de espaço para crescerem e no solo das florestas densas não conseguiam obtê-los. Ao viverem no cimo de outras árvores, elas conseguem obter a luz solar e beneficiam da ajuda dos animais que fazem a polinização, como as abelhas, as borboletas e ainda do vento para se reproduzirem.

A maior parte das espécies de orquídeas são plantas epífitas.

Conteúdo desenvolvido por:
Natureza Brincalhona - Educação Ambiental, Lda.
www.natureza-brincalhona.pt

Imprimir Enviar a um amigo

Aumentar fonte Diminuir fonte

Parceiros

Meo Kids Porto Editora Superstars Natureza Brincalhona Ciência Divertida Baby First Estrelas e Ouriços MNAC Strazzera Pavilhão do Conhecimento Escola de Magia do Porto Mega Power